Psicoterapia Infantil


O processo começa com entrevistas iniciais com os pais ou responsáveis pela criança, com o intuito de entender a sua história de vida e os motivos que os levaram a buscar o atendimento psicológico.

Posteriormente, inicia-se o atendimento individual com a criança com sessões lúdicas, através da utilização de brinquedos, desenhos, jogos e testes para psicodiagnóstico, se necessário.

Após esse processo realiza-se uma sessão para devolutiva com os pais, a fim de compartilhar a compreensão a respeito da queixa e da criança, com possibilidade de indicação para a psicoterapia ou não.

Durante todo o processo, podem ocorrer visitas à escola e nos demais contextos em que a criança está inserida. Além disso, há a participação ativa dos pais ou responsáveis seja para acompanhamento do processo ou orientação.

“A atitude da criança em relação a realidade se revela através da brincadeira”. Melanie Klein

Psicoterapia para Adolescentes


A adolescência é uma fase em que o jovem passa por várias mudanças em sua vida, tanto físicas como emocionais. Todas essas mudanças podem gerar conflitos consigo mesmo ou com os que o rodeiam. A busca pela psicoterapia por ocorrer por iniciativa do próprio adolescente ou por iniciativa dos pais.

O adolescente é atendido individualmente, mas geralmente ocorrem entrevistas iniciais com os pais, bem como no decorrer dos atendimentos, quando necessário.

“É muito difícil assinalar o limite entre o normal e o patológico na adolescência. Na realidade, o anormal é a presença de um equilíbrio estável neste período”. Anna Freud